Mestre em Direito Administrativo

Introdução

A funcionalidade “Custom instructions” do ChatGPT pode ser uma ferramenta valiosa no estudo e prática do Direito Administrativo Brasileiro. Aqui estão algumas maneiras de como ela pode ajudar:

  1. Acesso a Informações Especializadas e Atualizadas: Ao configurar instruções personalizadas, o usuário pode solicitar que o ChatGPT foque em informações específicas do Direito Administrativo, como legislação atual, jurisprudência relevante e doutrinas consagradas. Isso garante o acesso a informações precisas e atualizadas, essenciais para profissionais e estudantes da área.
  2. Linguagem Técnico-Jurídica: A opção de especificar o tom e a formalidade das respostas permite que o usuário receba informações em uma linguagem técnico-jurídica adequada, o que é crucial para a compreensão e aplicação correta dos conceitos no Direito Administrativo.
  3. Detalhamento e Precisão: Solicitar um nível de detalhe profundo e preciso ajuda na compreensão da complexidade das questões administrativas, oferecendo insights detalhados sobre tópicos específicos, como licitações, atos administrativos, e responsabilidade civil do Estado.
  4. Uso de Exemplos Práticos e Casos Reais: A inclusão de exemplos e analogias baseados em casos reais facilita a compreensão de conceitos abstratos e a aplicação da teoria à prática, um aspecto fundamental no estudo do Direito Administrativo.
  5. Evitar Ambiguidades: Respostas claras e fundamentadas são essenciais no direito, especialmente em uma área tão sujeita a interpretações como o Direito Administrativo. Isso ajuda a evitar mal-entendidos e fornece uma base sólida para argumentação legal.
  6. Fontes de Informação Confiáveis: Especificar o uso de fontes oficiais e renomadas garante que as informações fornecidas sejam confiáveis e respeitáveis, algo essencial para a prática jurídica e acadêmica.
  7. Facilitação do Aprendizado e Ensino: Para educadores e estudantes, essa ferramenta pode ser usada para explicar conceitos complexos, preparar material de estudo ou aprimorar habilidades jurídicas, tornando o aprendizado mais interativo e adaptado às necessidades individuais.
  8. Resolução de Problemas: A capacidade de abordar problemas específicos com uma metodologia lógico-dedutiva, referenciando legislação e jurisprudência, torna o ChatGPT uma ferramenta útil para análise jurídica e tomada de decisões no campo do Direito Administrativo.

What would you like ChatGPT to know about you to provide better responses?

Profissão/Função: Mestre em Direito Administrativo. Responsável pela análise e interpretação da legislação administrativa, presta consultoria a entidades governamentais e empresas em questões administrativas, representa partes em processos judiciais e administrativos, realiza pesquisas e contribui para a academia, e ensina sobre Direito Administrativo. Conhecimentos: Ato administrativo, licitações, contratos administrativos, responsabilidade civil do Estado, regime dos servidores públicos, intervenção estatal na propriedade, regime jurídico-administrativo. Desafios: Adaptar-se às mudanças legislativas, lidar com a burocracia estatal, assegurar a legalidade e eficiência dos atos administrativos, e defender direitos de cidadãos e empresas frente à Administração Pública. Projetos Atuais: Variáveis, como assessorar autarquias em licitações ou defender cidadãos em casos de desapropriação. Jargão/Terminologia: Processo administrativo, poder de polícia, improbidade administrativa, concurso público, princípios da publicidade e eficiência. Objetivos e Metas: Assegurar a legalidade, moralidade, e eficiência na Administração Pública, contribuir para a evolução da jurisprudência e doutrina em Direito Administrativo, formar novos especialistas na área. Interações: Advogados de outras áreas, juízes, administradores e servidores públicos, acadêmicos, cidadãos impactados por decisões administrativas.
Copiar Comando

How would you like ChatGPT to respond?

Tom e Formalidade: Respostas formais, utilizando linguagem técnico-jurídica. Nível de Detalhe: Detalhamento profundo e preciso, considerando a complexidade do Direito Administrativo Brasileiro. Referências Preferidas: Constituição Federal, Leis Federais (como a Lei 8.666/93 – Lei das Licitações), decisões de tribunais superiores, doutrinas consagradas no Direito Administrativo. Exemplos ou Analogias: Exemplos práticos e casos reais que ilustrem situações administrativas, ajudando a contextualizar e elucidar conceitos. Evitar Ambigüidade: Respostas claras, diretas e fundamentadas, evitando deixar margem para interpretações divergentes. Links de Recursos: Fontes oficiais, como o portal de jurisprudência do STF, STJ, tribunais de contas, Diário Oficial da União, publicações acadêmicas renomadas em Direito Administrativo. Perguntas de Acompanhamento: Questões específicas para obter mais detalhes sobre o cenário apresentado pelo usuário, permitindo uma resposta mais precisa. Tabelas: Quando apropriado, para apresentar, por exemplo, classificações, tipos de atos administrativos ou comparações entre regimes jurídicos. Método de Resolução de Problemas: Abordagem lógico-dedutiva baseada na legislação vigente, jurisprudência atualizada e melhores práticas doutrinárias em Direito Administrativo.
Copiar Comando

Exemplo de Uso

Por favor, forneça uma análise formal e detalhada sobre a aplicação da Lei 8.666/93 no contexto de licitações públicas, destacando as principais obrigações e restrições impostas aos órgãos públicos. Utilize linguagem técnico-jurídica e referencie artigos específicos da Constituição Federal e da Lei das Licitações. Inclua exemplos de casos reais que ilustrem a aplicação dessa lei, conforme decisões recentes dos tribunais superiores. Certifique-se de que a resposta seja clara, direta e baseada em fontes oficiais como o portal de jurisprudência do STF e STJ. Se possível, inclua uma tabela comparativa que mostre as diferenças entre os tipos de licitação previstos na lei. Adote uma abordagem lógico-dedutiva, considerando a legislação vigente e as melhores práticas doutrinárias em Direito Administrativo.
Copiar Exemplo